Notícias

Ver notícia

A Águas de Matão pode financiar a individualização dos hidrômetros dos conjuntos habitacionais da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano) nos bairros Paraíso, Itália e Las Lomas. Para isso, será necessário a adesão de 100% dos moradores, bem como o parcelamento do custo da obra e dos débitos referentes às contas de água emitidas pela concessionária.

 

A empresa não cobrará juros e multas sobre as dívidas, apenas a correção dos valores. A proposta foi apresentada pelo diretor presidente da Águas de Matão, Jorge Amin, juntamente com o gerente Marcos de Araújo, nesta quarta-feira, dia 10, durante reunião na Câmara Municipal, com vereadores, síndicos e representantes da Prefeitura.  Os parcelamentos serão cobrados juntamente com a conta de água. A concessionária também passa a emitir contas individualizadas, por meio de rateio, a partir de janeiro.

 

O rateio da conta de água dos blocos, a exemplo do que fazia a extinta Caema (Companhia de Água e Esgoto de Matão), será possível a partir de uma alteração no Regulamento dos Serviços de Água e Esgoto e atenderá proposta apresentada pelo secretário municipal da Fazenda, Sérgio de Oliveira, em relação aos débitos da então autarquia. Pela proposta, que estende os benefícios do Refis, a cobrança de tais dívidas passa a ser feita por meio das contas de água. Os débitos poderão ser parcelados em até 120 meses, sem cobrança de multas e juros. A adesão ao parcelamento poderá ser feita entre 5 de janeiro e 31 de março.

 

Para garantir 100% de adesão e viabilizar a individualização, a concessionária propõe fazer a obra por blocos a partir de acordo com os moradores. Para isso, fará reuniões com cada bloco já a partir da primeira semana de janeiro. Durante a reunião, o presidente da Águas de Matão reiterou que a individualização não está incluída no contrato de concessão assinado com o município, portanto a empresa não dispõe de orçamento para essa finalidade.

 

“Desde que assumiu os serviços na cidade, entretanto, a Águas de Matão vem tentando ajudar na solução desse problema, que não é novo. Por isso, propomos, nesse sentido, financiar a construção e as condições para essa individualização passam necessariamente pela adesão de todos os moradores, bem como o pagamento desse financiamento e das dívidas com a concessionária”, reforçou o presidente.

 

A reunião, conduzida pelo presidente da Câmara Municipal Agnaldo Navarro, também contou com a participação do ex-superintendente da Caema, Luiz Gonzaga Bussola, e dos vereadores Aparecido do Carmo de Souza (Cidinho), José Aparecido dos Santos (Cido Motos), José Amarante, Carla Kamel, Ednaldo Leão da Rocha (Nau), Sidnei Calabres (China),  Sandro Trench e Valter Trevizaneli.

Compartilhar:

Veja Também

Notícias Saiba mais
Notícias

Confira as últimas notícias da Águas de Matão e saiba mais sobre abastecimento, obras, programas e projetos.

Contato Saiba mais
Contato

A Águas de Matão oferece um canal de comunicação eficiente. Entre em contato conosco.

Revista Aegea Saiba mais
Revista Aegea

Faça o download da Revista Aegea e fique por dentro das novidades que acontecem na empresa.

Politica de Inv. Social Privado Saiba mais
Politica de Inv. Social Privado

Uma concessão é muito mais que um acordo com o poder público, é um compromisso com o lugar e com sua gente.