Notícias

Ver notícia

O bebedouro localizado na Praça Sizenando Silveira Leite, mais conhecida como Matinha do Bosque, foi revitalizado com um lindo mosaico feito por pacientes do CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) Minha Casa. Além do caráter terapêutico, a iniciativa valoriza o local e preserva o bebedouro. A revitalização contou com o apoio da concessionária Águas de Matão.

De acordo com a analista de Responsabilidade Social da concessionária, Cleila Delaroveri, os mosaicos feitos pelos pacientes do CAPS já são conhecidos dos matonenses, por isso a ideia de apoiar essa iniciativa. “Nós sabemos da importância que esses mosaicos têm na vida desses pacientes e, como o bebedouro da Matinha do Bosque precisava ganhar uma ‘vida nova’, pensamos na revitalização”, afirma Cleila.

A terapeuta ocupacional do CAPS, Renata Neves de Carvalho Martines, explica que ações como a realizada na Matinha do Bosque são muito importantes para os pacientes envolvidos em todo o processo. “Não são todos que participam efetivamente da colagem, mas eles ajudam a carregar o material, colaboram de outras formas, até como animadores do grupo”, conta. Esse é o caso de Maurício Pereira Priosti, 47 anos, que soltou a voz para animar os colegas. “Gosto muito de cantar, então eu fico animando as pessoas. É muito gostoso”, afirma.

Colega de CAPS de Maurício, Daivid Ferreira da Silva, 44 anos, participou da atividade quebrando e colando os azulejos no bebedouro. “Fiquei muito feliz quando vi a obra realizada. Dá muita alegria na gente”, observa. Segundo Renata, embora o mosaico seja uma atividade terapêutica tradicional dentro de CAPS Minha Casa, a sensação de pertencimento que os pacientes têm quando olham para suas obras em um espaço público, é importantíssima para a vida deles. “Principalmente para o portador de doença mental, que ainda é muito segregado da sociedade”, comenta a terapeuta ocupacional.

Também faz muita diferença o carinho das pessoas quando passam no local onde o grupo está montando um mosaico. “Eles elogiam, valorizando o trabalho deles. Esse sentimento de gratidão não tem preço”, diz Renata.

O MOSAICO

Os peixes que compõe o mosaico foram feitos no próprio CAPS. A obra demorou 15 dias para ficar pronta. “Trabalhamos no local das 08h30 às 11h durante esse período e é sempre uma alegria para todos”, afirma a terapeuta ocupacional. Aproximadamente 40 pacientes participaram da iniciativa.

CAPS MINHA CASA

O CAPS Minha Casa foi fundado há 18 anos e tem cadastrados, aproximadamente, 900 pacientes. Desde o início das atividades, o mosaico já era utilizado como terapia ocupacional, tanto que diversos pontos da cidade têm obras feitas pelos pacientes. Além disso, os pacientes fazem números de casas que até já extrapolaram as fronteiras de Matão. “Temos encomendas de Araraquara e outras cidades”, afirma Renata.

 

 

 

 

Compartilhar:

Veja Também

Política de Sustentabilidade Saiba mais
Política de Sustentabilidade

Respeito ao meio ambiente e as pessoas, contribuindo para qualidade de vida e saúde da população onde atuamos.

Responsabilidade Social Saiba mais
Responsabilidade Social

A atuação social e ambientalmente responsável faz parte da nossa história e do nosso propósito.

Legislação e Tarifas Saiba mais
Legislação e Tarifas

Os serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário implicam em custos e investimentos permanentes.

Revista Aegea Saiba mais
Revista Aegea

Faça o download da Revista Aegea e fique por dentro das novidades que acontecem na empresa.