Notícias

Ver notícia

Matão, assim como diversos municípios brasileiros, é abastecido por águas subterrâneas provenientes do Aquífero Guarani, a segunda maior reserva de água doce subterrânea do mundo. Com tecnologia de ponta e profissionais especializados, a concessionária Águas de Matão é quem traz à superfície toda a água que abastece a zona urbana da cidade, por meio de 26 poços. Além de cidades do Estado de São Paulo, o Aquífero Guarani abrange os estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Segundo o coordenador de Engenharia e Operações da Águas de Matão, Robson Moreira, Matão pode se considerar uma cidade de sorte por sua localização. “É de responsabilidade da concessionária o sistema de abastecimento por unidades de captação, adução, tratamento, armazenamento e distribuição, para garantir água de boa qualidade e em abundância à população matonense”, afirma Robson.

O coordenador explica que a captação da água subterrânea pode ser feita longitudinalmente, por meio de galerias, ou radialmente, com poços. No caso de Matão, a obtenção é feita através de poços. “De acordo com o aquífero que se utiliza como fonte de suprimento, o poço é denominado freático ou artesiano”, comenta.

A adução é a operação que conduz a água do ponto de sua captação até os reservatórios. “A adutora é uma canalização destinada a conduzir água bruta e/ou água tratada entre as unidades de um sistema de abastecimento. Em Matão, nós temos, inclusive, o sistema de contingenciamento, que garante que, caso haja desabastecimento em algum poço, a água de um outro seja direcionada para suprir a demanda”, diz o coordenador.

PROFUNDIDADE

A profundidade dos poços de captação do Guarani varia de acordo com a situação do aquífero em relação à superfície do solo, podendo variar de 50 metros, em regiões mais úmidas, até 1.000 metros, nas mais áridas. Robson explica ainda que, na cidade de Matão, a profundidade do aquífero tem variações entre 280 e 500 metros e que a recarga natural, na maioria dos aquíferos, é feita através da chuva. “Mas em alguns casos, rios, lagos e reservatórios podem ser importantes fatores na recarga de aquíferos”, salienta.

AQUÍFERO GUARANI

Localizado na região centro-leste da América do Sul, o Aquífero Guarani é a segunda maior fonte de água doce subterrânea do mundo, ficando atrás somente do Aquífero Alter do Chão, localizado sob os estados do Pará, Amapá e Amazonas. O Guarani ocupa uma área de 1,2 milhões de km², com uma profundidade de, aproximadamente, 1.500 metros, estende-se pelo Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina. A maior ocorrência do Aquífero Guarani está em território brasileiro, sendo 2\3 da área total, abrangendo os Estados de São Paulo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Compartilhar:

Veja Também

Esgotamento Sanitário Saiba mais
Esgotamento Sanitário

A Águas de Matão trabalha 24h por dia para ampliar e melhorar o saneamento em Matão.

Política de Sustentabilidade Saiba mais
Política de Sustentabilidade

Respeito ao meio ambiente e as pessoas, contribuindo para qualidade de vida e saúde da população onde atuamos.

Contato Saiba mais
Contato

A Águas de Matão oferece um canal de comunicação eficiente. Entre em contato conosco.

Água Saiba mais
Água

Antes de chegar às torneiras, a água percorre um longo caminho pelo sistema de abastecimento da Águas de Matão.